5 de junho

  • Dia da Ecologia
  • Dia Mundial do Meio Ambiente
Nascimento


1723 — Nasce Adam Smith

O escocês Adam Smith é considerado o pai da economia moderna e um dos mais importantes teóricos do liberalismo econômico.

Em 1765, publicou A Riqueza das Nações, obra de grande influência no mundo ocidental, nela defende o funcionamento da economia por si mesma, não sendo necessária a intervenção do poder político, o qual, segundo ele, desvia os recursos nacionais para fins pessoais. Para Adam Smith, o mercado possui regras próprias que atuam como uma “mão invisível”, e que mantém estável sua lei básica de funcionamento: a oferta e a procura.

Smith criticou o metalismo defendido pelos mercantilistas, doutrina que considerava a riqueza nacional passível de ser convertida na quantidade de ouro e prata que o país possuísse.

Para o pensador, a riqueza de uma nação é gerada pelo trabalho livre em geral. Nesse aspecto, discordou dos fisiocratas, que consideram apenas o trabalho agrícola como produtivo.

Ao não apontar a forma pela qual o trabalho gera riqueza, ou seja, a exploração do trabalho assalariado, Adam Smith deixou uma lacuna em sua obra. Porém, pode-se dizer que, em relação aos fisiocratas, seu pensamento aborda o capitalismo de modo mais amplo.

Morreu em 1790, em Edimburgo (Escócia).