18 de fevereiro

    Nascimento
    Falecimento


    1404 — Nasce Leon Battista Alberti

    Leon Battista Alberti, nascido em Gênova (Itália), foi arquiteto, pintor, compositor, poeta e filósofo. Também ficou conhecido como uma das figuras mais importantes da Renascença Italiana.

    Filho de uma família de mercadores, Alberti estudou Direito na Universidade de Bolonha, porém, não exerceu a profissão por muito tempo, devido a uma doença que causou a perda parcial de sua memória.

    Em decorrência disso, os interesses de Alberti voltaram-se, então, para a ciência e para a arte. Na época, escreveu De re aedificatoria, obra na qual abordou noções técnicas e estéticas de arquitetura, tornando-se referência na arte da elaboração e construção de espaços.

    Entre 1432 e 1434, Alberti viveu em Roma, Florença e Bolonha. Na primeira cidade (onde ficou mais tempo), dedicou-se ao estudo do legado clássico local. O resultado dessa pesquisa foi relatado em sua obra Descriptio urbis Roma.

    Como arquiteto, seus trabalhos mais famosos são o Palácio Rucellai, em Florença (1451), a Igreja de São Francisco, em Rimini (1455), e a fachada da Igreja de Santa Maria Novella


    1564 — Morre Michelangelo

    Michelangelo di Ludovico Buonarroti Simoni, nascido em 6 de março de 1475, em Caprese (Itália), foi pintor, escultor, poeta e arquiteto.

    Considerado um dos maiores mestres do humanismo renascentista, aos 13 anos iniciou-se no mundo das artes como aprendiz do pintor Domenico Ghirlandaio. Em 1489, impressionado com a genialidade do menino, Ghirlandaio encaminhou-o à Escola de Escultura de Florença, a fim de que estudasse com Lorenzo de Médici. Na ocasião, Michelangelo recebeu influências de personalidades proeminentes que modificaram e ampliaram concepções artísticas da época.

    Em 1496, partiu para Roma e lá esculpiu a magnífica Pietà, que hoje se encontra na Basílica de São Pedro, no Vaticano. De volta a Florença, em 1501, o artista fez um de seus mais famosos trabalhos, a estátua Davi.

    Dentre suas obras, destaca-se a pintura monumental do teto da Capela Sistina, também no Vaticano. O trabalho, que levou quatro anos para ser concluído (1508–1512), ilustra cenas do Velho Testamento.

    Além da pintura e da escultura, o artista deixou cerca de 300 poemas em italiano vernáculo, escritos entre 1501 e 1560.

    Michelangelo morreu em Roma, aos 89 anos.