30 de março

  • Dia Nacional da Saúde e Nutrição
Nascimento
Falecimento


1746 — Nasce Francisco de Goya

Francisco José de Goya y Lucientes foi um dos mais expressivos precursores do Romantismo na pintura. Viveu em uma época turbulenta, marcada pela ocupação da Espanha pelas tropas napoleônicas.

Nascido em 30 de março de 1746, em Fuentedetodos, Aragão, Espanha, iniciou os estudos em Saragoça e, anos mais tarde, foi para Paris.

Viajou para a Itália em 1770, a fim de aperfeiçoar os estudos e, quando voltou para Saragoça, foi encarregado de pintar quadros para a catedral local. O trabalho durou dez anos, com intervalos. Morou também em Madrid.

Em 1780, Goya foi eleito membro da Real Academia de São Fernando de Madrid; tornou-se, em seguida, diretor-adjunto de pintura da Academia e no, ano seguinte, foi nomeado pintor do rei Carlos III.
Por seu talento incomparável, assumiu o cargo de primeiro pintor da corte, em 31 de outubro de 1799, o que confirmou ser ele o artista mais bem-sucedido da época. Em viagem à Andaluzia, contraiu uma doença que o levou à surdez.

Em 1824 pediu autorização para ir à França, por motivos de saúde, e faleceu em Bordéus, quatro anos depois.


1853 — Nasce Vincent Van Gogh

Pintor e desenhista holandês nascido em 1853, Vincent Van Gogh foi um dos mais importantes artistas pós-impressionistas. Durante toda a vida vendeu apenas um quadro e travou uma difícil batalha contra a pobreza e a insanidade. Enquanto produziu, foi ignorado pela crítica e pela maior parte do meio artístico. Só se tornou celebridade e foi reconhecido como gênio após sua morte. Hoje, seus quadros estão entre os mais caros do mundo.

É possível dividir sua produção artística em quatro períodos, que abrangem desde os seus primeiros quadros, ainda na fase holandesa, até a fase final, próxima à sua morte, em 1890.

O primeiro período relaciona-se com o momento em que Van Gogh era pregador religioso. Sua pintura esteve ligada à preocupação com problemas sociais e as cores que usava eram sombrias e seus personagens melancólicos, como os retratados na tela Os Comedores de Batata.

Em 1881, iniciou uma nova fase artística em Paris. Na capital francesa, ligou-se superficialmente ao movimento impressionista, mas logo o abandonou, pois procurava um novo caminho para sua arte.
Van Gogh foi o maior expoente do pós-impressionismo, ao lado de Gauguin e Paul Cézanne. Esses artistas rejeitavam a tentativa de retratar a natureza a partir de impressões imediatas. Com eles, a expressão de emoções na pintura voltava a ser importante.

Em 1888, deixou Paris e foi para Arles (França), onde passou a pintar ao ar livre. Nesse período, Van Gogh libertou-se completamente de qualquer naturalismo no emprego das cores, e declarou-se um colorista arbitrário. O artista começou a explorar as cores intensas e puras, pois, para ele, elas tinham a função de representar emoções.

Entretanto, Van Gogh passou por várias crises nervosas e, depois de internações e tratamentos médicos, dirigiu-se, em maio de 1890, para Auvers (França). Nesse período, em apenas três meses, pintou cerca de oitenta telas com cores fortes e linhas retorcidas. São frutos desse período as obras Os Ciprestes e Trigal com Corvos.

Em julho do mesmo ano, Van Gogh suicidou-se, deixando como legado um acervo composto por 879 pinturas, 1.756 desenhos e dez gravuras. Entre suas obras mais conhecidas estão A Italiana, A Vinha Encarnada, A Casa Amarela, Auto-retrato, Retrato do Dr. Gachet, Os Girassóis, Vista de Arles com Lírios, Noite Estrelada, O Velho Moinho e Oliveiras.


1925 — Morre Rudolf Steiner

Rudolf Steiner nasceu em 1861, em Donji Kraljevec (Áustria). Foi editor, professor, filósofo, escritor e pesquisador de temas teosóficos.

Em 1919, em Stuttgart (Alemanha), fundou a Sociedade Antroposófica e introduziu a Pedagogia Waldorf, que tem como peculiaridade buscar a formação integral do ser humano, promovendo o desenvolvimento autônomo de jovens e crianças, estimulando e preservando a vontade espontânea de aprender.

Dedicou-se principalmente às áreas de organização social, Pedagogia, Medicina, Farmacologia, Agricultura e ao tratamento de crianças com síndrome de Down. Em todos os continentes surgiram centros de atividades antroposóficas como desdobramentos práticos da Ciência Espiritual desenvolvida por ele. Steiner foi autor de mais de 350 obras, entre elas, A Filosofia da Liberdade (1894).

Morreu em 1925, em Donach (Suíça).